zeca pagodinho

O pacato distrito de Xerém, em Duque de Caxias, é o refúgio de Zeca Pagodinho. Também o local que escolheu para a sede de um projeto que leva música e sonhos para crianças.
O Instituto Zeca Pagodinho procura desenvolver o talento de crianças e adolescentes da região. Lá, eles estudam música e se aproximam das artes – uma poderosa ferramenta de transformação social.

Considerado um dos maiores representantes do samba, com sua música Zeca fala com todas as classes sociais, gêneros e idades. Sua irreverência nas composições, seu jeito de contar a vida em versos, o tornaram uma figura querida e respeitada entre os brasileiros. Um carinho que ele retribui com muita humildade e trabalho.

A paixão por Xerém é antiga. Foi o lugar que Zeca escolheu para viver ainda em 1991. O sítio se transformou em um espaço para fazer o que mais gosta: reunir os amigos, compor sambas, estar em contato com a natureza. E em 1998, tornou-se a sede da escola de música para crianças. “Música é tudo. Quem tem música, tem boa cabeça”, afirma.

Zeca nasceu Jessé Gomes da Silva Filho, e foi criado no subúrbio carioca, em Irajá e Del Castilho. O início de tudo foi o tradicional bloco Cacique de Ramos; e sua madrinha, Beth Carvalho. Logo ganhou novo sobrenome, inspirado na “Ala do Pagodinho”, do Bloco Boêmios do Irajá. Suas músicas estouraram na rádio e ganharam a rua, e não há quem não saiba de cor um dos seus refrãos. Os números respondem pelo sucesso: “Vida da Minha Vida”, seu disco mais recente, ficou entre os cinco mais vendidos do ano de 2010. Além disso, coleciona dois discos de diamante, 18 discos de ouro, 13 discos de platina e seis discos de platina dupla.

Site do Zeca Pagodinho